© 2017 por Timepress Comunicação e Conteúdo

ANALOC integra os quadros da GRA Global Rental Alliance

May 2, 2018

 

Pesquisa GRA aponta US$ 97 BILHÕES em receitas de aluguel de máquinas no mundo e projeta crescimento

 

A Analoc passou a integrar os quadros associativos da Global Rental Aliance (GRA). O anúncio aconteceu recentemente no 16º encontro anual no The Rental Show® 2018 em Nova Orleans. Agora, a ANALOC junta-se à várias entidades internacionais para discutir problemas e traçar diretrizes comuns que impactam as locadoras de equipamentos, além de compartilhar dados do setor de cada região  e soluções para uma atuação positiva e sustentável.

 

Cada membro da GRA tem como associado empresas locadoradas de equipamentos para o público em geral, indústria da construção (civil e infraestrutura), residências e eventos especiais.

 

 As oito associações que compõem a GRA se reúnem semestralmente para  compartilhar informações sobre seus mercados. No encontro de New Orleans, por exemplo, a entidade divulgou dados de uma pesquisa global que detectou no ano fiscal de  2016, uma receita de aluguel de US $ 96,96 bilhões, somente entre os países que fazem parte da GRA.  Esse valor representa um aumento de 6% em relação às receitas de locação de 2015, conforme calculado pela IHS Markit ™ em nome do grupo. Os dados de 2017 serão divulgados pela GRA  em agosto, durante a reunião de verão (hemisfério Norte).

 

Além da Analoc, integram a GRA a Canadian Rental Association (CRA); European Rental Association (ERA), Bélgica; Hire Association Europe (HAE), Reino Unido; Contrate Associação Industrial da Nova Zelândia (HIANZ); Associação da Indústria de Aluguer e Aluguer Ltd. (HRIA), Austrália; Associação de Aluguel de Construção do Japão (JCRA), Japão; e American Rental Association (ARA), U.S.

 

Olhar brasileiro: tecnologias e tendências

 

Paulo Carvalho, diretor de equipamentos leves da Analoc  e vice- presidente da ALEC – Associação dos Locadores de Equipamentos para Construção Civil, avalia a importância da entidade fazer parte dos quadros internacionais.

 

 “A GRA - Global Rental Alcance é uma entidade que engloba as associações de varias partes do mundo e a ANALOC  é a única  representante da América do Sul.Uma vez que a ANALOC nasceu para estimular o crescimento organizado do setor de locação no pais, a  participação na GRA a  fortalece no apoio ao segmento, já que traz informações do mercado mundial  e nos permite participar das ações e discussões globais. Em reuniões  recentes da GRA,  por exemplo, debatemos  ações para promoção do trabalho feminino e de minorias no setor, bem como advento de tecnologias e tendências.” 

 

Expedito Arena, fundador e  diretor da Casa do Construtor e  ex- presidente da ALEC esteve presente na feira da ARA esse ano para checar  as novidades e as tendências do mercado mundial. Acompanhado do Gerente de  Suprimentos  e do Comprador de sua empresa, Expedito visitou além da feira, mais três grandes locadoras americanas.

 

”As empresas de rental americanas estão espalhadas pelo país. São muito grandes e contém milhares de itens que são alugados normalmente para grandes construtoras. Já as locadoras independentes são bem mais ágeis e atendem pequenos comércios como posto de gasolina, condomínios, escolas e o público em geral. O que se percebe é que não existe tanta burocracia e regulamentações como aqui, mas apesar disso o mercado é muito profissionalizado. Lá, o rental é uma questão cultural. Tudo nos EUA é alugado, mesmo que com um aluguel de dois ou três meses seja possível comprar uma máquina nova. Cada trabalhador da construção, por exemplo, utiliza uma média de 10 equipamentos locados e tem uma boa performance para utiliza-los”

 

Outro fator observado de perto pelo empresário nos EUA é a questão da assistência técnica. “Praticamente não existe. O volume de insumos também é muito pequeno. Usou, quebrou, descarta ou passa pra frente. Porém existe  uma correta política de descarte, afirma”

 

Para Expedito Arena, a principal a novidade percebida  na  feira  foi  o  uso de baterias em equipamentos de pequeno porte. “Nós vimos até compactadores de solo movidos à  bateria. Acredito que essa é uma tendência mundial. Hoje as baterias ainda apresentam pouca autonomia, na minha visão. Um compactador trabalha 1 hora  e passa 4 horas carregando. Mas essa é uma questão que muito brevemente será solucionada. Os softwares  para  locação também evoluíram muito. Ainda não são aplicativos, mas logo chegarão a isso e em breve termos aqui também.” 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

6 principais motivos para você participar do 6º Congresso Nacional Valorização do Rental

May 17, 2018

1/7
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo